pg-nmgaAtualização
Compartilhe

Manter taxa de juros em 13,75% é injustificável, afirma presidente do Sebrae

Declaração de Décio Lima foi feita nesta quinta-feira (22) durante Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo Nacional do Sebrae
PorDa Redação
pg-nmgaAtualização
Compartilhe

O presidente do Sebrae, Décio Lima, condenou a decisão do Banco Central (BC) que manteve a taxa de juros em 13,75% diante de uma inflação sob controle. “Falta sensibilidade com os pequenos empresários e empreendedores do país. Tem dinheiro para emprestar no mercado, mas se os pequenos forem pegar emprestado com essa taxa atual, vão falir, será uma questão de tempo. Assim, penso que o BC está jogando contra a retomada do crescimento do país”, argumentou, com indignação, o presidente do Sebrae.

As palavras de Décio foram reforçadas por Milton Coelho, secretário da Micro e Pequena Empresa do MDIC, que destacou a necessidade urgente desSa situação mudar. “Precisamos baixar os juros urgentemente para o país crescer e há espaço para isso, por que não fazem?”, indagou. “Não fazem porque não querem que o país cresça”, destacou.

Décio lembrou ainda que o Banco Central precisa se colocar no lugar dos pequenos empresários, caso contrário, a situação vai piorar e as pequenas empresas podem deixar de gerar empregos no país. “É inviável obter um crédito nesse patamar. É pegar para falir ou quebrar amanhã. É insuportável o que estamos vivendo”, acrescentou.

Pesquisas realizadas pelo Sebrae mostram que a alta taxa de juros praticada no Brasil tem feito com que os donos de pequenos negócios pensem mais na hora de buscar crédito. Nos meses de abril e maio deste ano, 73% dos empreendedores não buscaram empréstimos.