pg-nmgaAtualização
Compartilhe

Quase 70% dos empreendedores brasileiros têm renda de até 2 salários-mínimos

Pesquisa inédita do Sebrae mostra que a atividade do empreendedorismo representa uma porta para garantir emprego e renda
PorRedação
pg-nmgaAtualização
Compartilhe

Nos últimos anos, o sonho de ser dono do próprio negócio cresceu entre os brasileiros e já é o segundo mais citado pela população adulta, atrás apenas de viajar pelo país. Pesquisa realizada pelo Sebrae mostra que quase 70% (68%) dos 29 milhões de donos de negócios (formais e informais) no país têm um rendimento de até 2 salários-mínimos. Segundo os dados, para a maioria dos que empreendem, ter o próprio negócio, representa uma conquista, pois permite o sustento e a viabilização de oportunidades.

De acordo com levantamento feito pelo Sebrae com base em dados da PNAD do 2º trimestre de 2023, quase 20 milhões de brasileiros são donos de negócios com faturamento mensal até 2 SM. A pesquisa retrata também que o rendimento aumenta à medida que o empreendedor se qualifica.

Os empresários de pequenos negócios são um universo de formiguinhas que não cansam e movimentam bairros, comunidades, municípios, movem o país. São os imprescindíveis, que lutam o ano todo, lutam por uma vida. Fazem a economia girar.
Décio Lima, presidente do Sebrae.

Hoje, os pequenos negócios representam 95% das empresas brasileiras, 30% do nosso Produto Interno Bruto (PIB). Os dados mostram que aumentar o grau de instrução por meio de capacitação e aprendizados permite aos empresários ampliarem o mercado. Segundo ele, o conceito do Sebrae é ser parceiro nesta missão, “a tarefa da instituição é formar essas pessoas para empreender durante toda sua trajetória. É uma tarefa permanente. É uma ação permanente”, explicou.

Mesmo sendo uma atividade desafiadora, o empreendedorismo, como mostra a pesquisa, traz a possibilidade de o negócio começar pequeno com perspectiva de criar escala. O Sebrae lembra também, que muitos empresários não querem crescer e optam pelo rendimento menor. “O empreendedorismo pode ser um instrumento de transformação social; uma forma de acesso à justiça e a uma sociedade inclusiva. O Sebrae percebe a natureza do negócio e apoia o empreendedor nesta escalada. O importante é perceber que este empreendedor consegue se tornar também um gerador de renda. Como o presidente Lula e Geraldo Alckmin afirmam, nós vamos colocar essas pessoas no orçamento do país”, acrescenta Lima.

Confira números da pesquisa:

  • Mulheres/renda: Na faixa de menor rendimento (até 2 SM) a proporção de mulheres chega a 36% (desses quase 70%).
  • Escolaridade/renda: Na faixa de menor rendimento (até 2 SM), 45% têm até ensino fundamental completo (da 1ª a 9ª séries até 14 anos).
  • Raça/renda: Enquanto na faixa de até 2 SM está a maior a proporção de negros (59%).

-

Confira o infográfico completo: faixa-renda-A4-out-2023(1).