pg-nmga
Compartilhe

Saldo positivo: primeiro semestre de 2023 registra abertura de mais de 868 mil pequenos negócios

Melhora dos indicadores econômicos anima empreendedores a ter a sua própria empresa, aponta Sebrae
PorRedação
pg-nmga
Compartilhe

No primeiro semestre deste ano, o Brasil teve um saldo positivo de 868,8 mil pequenos empreendimentos criados no país, entre microempresas, empresas de pequeno porte e microempreendedores individuais (MEI). Desse total, foram abertos perto de 1,9 milhão de pequenos negócios, enquanto 1,1 milhão foram fechados. Os dados são de um levantamento feito pelo Sebrae a partir de dados da Receita Federal.

O presidente do Sebrae Nacional, Décio Lima, considera que o saldo positivo de abertura de pequenos negócios no país é um reflexo da melhora do quadro econômico geral. Segundo ele, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), o início da redução da Selic e a melhora do poder de compra das famílias influenciam positivamente no empreendedorismo.

Os indicadores positivos impulsionam o fortalecimento dos pequenos negócios que já existem, mas também são animadores para quem sonha em empreender e ser dono do seu próprio negócio. Não tenho dúvida do potencial do empreendedorismo brasileiro e o quanto as micro e pequenas empresas, assim como o MEI, são a base, a força e o fundamento para a retomada do desenvolvimento.

As microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) representaram saldo de 183,1 mil novas empresas abertas nos seis primeiros meses de 2023. O resultado deste ano foi o melhor dos três últimos semestres. O segundo semestre de 2022 apresentou saldo de 168 mil novas ME e EPP no país, enquanto o primeiro semestre daquele mesmo ano registrou 171,7 mil. O segundo semestre de 2021 apresentou saldo ´positivo 168,9 mil aberturas de pequenos negócios.

  • abertura de empresas
  • Receita Federal