pg-nmgaAtualização
Compartilhe

Brasil participa da COP 28 de olho na Conferência do Clima que será realizada no Pará, em 2025

Para o presidente do Sebrae, Décio Lima, papel das micro e pequenas empresas no processo de descarbonização da economia é fundamental
PorRedação
pg-nmgaAtualização
Compartilhe

O Brasil tem este ano, na COP28, a maior delegação já enviada pelo país para uma Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. Entre os objetivos dessa participação em Dubai está a preparação da COP 30, que será realizada em Belém (PA), em 2025.

O governador Helder Barbalho viajou para os Emirados Árabes com o objetivo de iniciar os preparativos para os próximos dois anos. A boa notícia é que no último mês de julho o desmatamento no estado foi reduzido em 53%. Isso equivale a 269 km² de área preservada em relação ao mesmo período do ano anterior.

Em Dubai, o Pará apresentou ao mundo um plano de restauro das florestas que prevê, até 2035, a reparação de 5,7 milhões de hectares que foram perdidos ao longo das últimas décadas. Além disso, o estado vai apresentar um plano de rastreabilidade bovina que, nos próximos 3 anos, pretende universalizar todo o rebanho do estado.

O presidente do Sebrae, Décio Lima, que integra a missão brasileira em Dubai, tem destacado durante o encontro o papel dos pequenos negócios no cumprimento das metas de descarbonização da economia. “A mudança rumo a uma economia de baixo carbono depende da participação das micro e pequenas empresas e da ampliação do acesso desses empreendedores a tecnologias inovadoras e sustentáveis”, comentou.

Lula se reúne com sociedade civil na Cop 28

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve reunido neste sábado com representantes de 130 entidades da sociedade civil, em Dubai. Falando para indígenas, lideranças de comunidades quilombolas e culturais, Lula destacou a importância dos movimentos sociais para a construção do país, exaltando o papel da sociedade civil.

O presidente comentou sobre a importância do G20 que será realizado no Brasil no ano que vem e destacou o interesse em assegurar uma grande participação social no encontro. “Ou a gente participa ou a extrema direita vai voltar, não só no Brasil mas em outras partes do mundo“, afirmou .

Segundo o Senador Humberto Costa, presente no encontro, a grande objetivo é reafirmar o cumprimento dos compromissos globais, em especial do acordo de Paris.

Depois da COP 28, Lula segue para a Alemanha onde se encontra com o chanceler Olaf Scholz, em Berlim. Na agenda, a tarefa de tentar aprovar definitivamente o acordo do Mercosul com a União Europeia, antes do dia 7 de dezembro.

  • Mudanças climáticas