pg-nmga
Compartilhe

Pequenos produtores têm aumento de faturamento em 17%, na média, com orientação do projeto ALI Rural

Por oito meses, mais de 11 mil pequenos negócios rurais receberam acompanhamento do Sebrae para aumentar a competitividade no campo
PorRedação
pg-nmga
Compartilhe

Pequenos produtores rurais acompanhados pelo projeto ALI Rural, do Sebrae, alcançaram, na média, um aumento de 17% no faturamento de suas propriedades. São mais de 11 mil agricultores familiares que receberam, entre setembro de 2022 e novembro de 2023, capacitações e acompanhamento em técnicas de inovação e desenvolvimento sustentável.

Sara Abrão, de Pedregulho (SP), cultiva café junto com a sua família. Após a participação no ALI Rural, ela conta que superou a média do projeto e alcançou cerca de 40% de crescimento. “Conseguimos nos organizar muito melhor em todas as atividades aqui no sítio, nas nossas finanças, e conseguimos dar início à criação da nossa própria marca de café”, diz. “Tenho certeza de que vamos continuar melhorando com todas essas orientações que recebemos do programa”, completa.

Atualmente, em todo o país, são 416 agentes que acompanham os produtores por meio de uma jornada de oito meses. São 10 encontros em que os empreendedores têm acesso a ferramentas de inovação para ampliar o seu olhar para a sua produção. “O maior benefício para os agricultores se dá pela incorporação de uma cultura de inovação na gestão do negócio rural. Nos dois ciclos do projeto, 61% das empresas rurais acompanhadas implementaram ações inovadoras”, comenta a analista de Inovação do Sebrae e gestora do projeto, Ana Carolina Westrup.

A analista conta que, nos dois ciclos, os produtores acessaram diversas ações em inovação, as mais implementadas foram os controles gerenciais, as boas práticas agropecuárias e orientações sobre melhorias no processo produtivo.

O ALI é um projeto que traduz a capilaridade do Sebrae no Brasil. Esse formato de jornada permite que possamos trazer a reflexão sobre as mudanças necessárias para o pequeno produtor, acompanhando os processos e colhendo os resultados sobre os índices de faturamento.

Ana Carolina Westrup, analista de Inovação do Sebrae e gestora do projeto.

O analista Victor Ferreira, gestor do projeto pela Unidade de Competitividade do Sebrae Nacional, acrescenta que o ALI Rural tem gerado impacto e transformação nos pequenos negócios rurais e suas famílias o que eleva o nível de competividade com geração de renda e novas oportunidades de negócios.

Como funciona?

Os Agentes Locais de Inovação aplicam o diagnóstico “Radar de Inovação” na propriedade, identificam os potenciais e os gargalos de inovação, trabalham os desafios do produtor rural e planejam ações que possam ser aplicadas durante a jornada. Por oito meses, o ALI Rural acompanha o produtor rural e mensura os resultados por meio do aumento do faturamento ou da redução dos custos. São realizados encontros presenciais, individuais e coletivos, além de apresentações, imersões e palestras voltadas à inovação, na prática, em cinco dimensões: melhoria de produtividade, controles gerenciais, redução de custos, novos produtos, marketing e vendas.

Para participar é preciso procurar o escritório regional no estado ou a própria sede do Sebrae nas capitais, além da central de atendimento via 0800 ou canais digitais disponíveis.

  • Agentes Locais de Inovação
  • Agricultura familiar
  • Agronegócio
  • ALI
  • ALI Rural