pg-nmgaAtualização
Compartilhe

Sebrae e Governo do RN lançam projeto para promover o turismo no Geoparque Seridó

Iniciativa marca a retomada do projeto Sebrae pelo Brasil no estado, com a primeira entrega concreta, movimentando investimentos de R$ 2,5 milhões.
PorPor Laís Maia
pg-nmgaAtualização
Compartilhe

Natal – O Sebrae está empenhado em alavancar as potencialidades e atrativos turístico do Geoparque Seridó, considerado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) um patrimônio geológico e cultural de relevância mundial. O presidente do Sebrae Nacional, Décio Lima, veio ao Rio Grande do Norte, nesta sexta-feira (19), lançar em parceria com o Governo do Estado uma inciativa, que busca posicionar a área como importante polo turístico, o Projeto de Fortalecimento do Turismo no Território do Seridó Geoparque Mundial da Unesco. Juntos, Governo e Sebrae vão investir R$ 2,5 milhões somente na primeira fase do programa. O lançamento ocorreu no auditório da Governadoria, no Centro Administrativo, em Natal (RN).

A governadora Fátima Bezerra, junto com Décio Lima, Zeca Melo e os prefeitos dos municípios que envolvem o Geoparque Seridó. Fotos: Moraes Neto

O objetivo é implementar ações estratégicas para aprimorar os produtos e experiência turísticas na área do Seridó. O projeto pretende impulsionar o turismo no Geoparque Seridó, abrangendo uma extensa área de 2,8 mil quilômetros quadrados que abarca seis municípios da região do Seridó potiguar. O esforço visa criar um ambiente propício para o crescimento dos pequenos negócios, resultando na geração de oportunidades de emprego e renda para a população local.

Além de Décio Lima, a solenidade de lançamento contou com a participação da governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, e da diretora executiva do Geoparque Seridó, Janaína Medeiros, e dos dirigentes do Sebrae-RN, como o presidente do Conselho Deliberativo, Itamar Manso Maciel Junior, e os diretores José Ferreira de Melo Neto (superintendente), João Hélio Cavalcanti (técnico) e Marcelo Toscano (operações). O lançamento também foi prestigiado por prefeitos locais, políticos e representantes de instituições relacionadas ao Geoparque.

O diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto, enfatizou o alinhamento do projeto de desenvolvimento do Geoparque e a missão do Sebrae de capacitar os pequenos negócios para desempenharem um papel de protagonistas no progresso da região. Ele também ressaltou o projeto como fruto de outras iniciativas que se somam aos esforços de desenvolvimento da região, como o Programa Liderança para o Desenvolvimento Regional (Líder) Geoparque Seridó.

Segundo João Hélio Cavalcanti, diretor técnico do Sebrae-RN, a colaboração conjunta desempenha um papel fundamental no sucesso do projeto e no avanço do Geoparque. Ele enfatizou a estratégia de distribuir ações de forma eficaz, alinhadas às particularidades de cada município, às diretrizes do governo estadual e à promoção do turismo sustentável. O objetivo principal é atender uma ampla gama de pequenas empresas que desempenham um papel crucial na cadeia produtiva do turismo.

“Estamos cientes dos desafios que enfrentamos, mas acreditamos que, com esforço conjunto, podemos fortalecer o que foi construído na região e impulsionar o desenvolvimento”, afirmou. João Hélio Cavalcanti, diretor técnico do Sebrae-RN

O diretor técnico detalhou as ações do projeto, que incluem a implementação da comunicação visual turística do Geoparque Seridó, a realização da 20ª Edição da Feira de Turismo Rural, além das capacitações e consultorias de temas já pontuados pela agenda do projeto Líder do Geoparque Seridó.

Para o presidente do Sebrae Nacional, Décio Lima, melhorar a qualidade de vida das mais de 100 mil pessoas que residem na região do Geoparque Seridó é uma prioridade central. A iniciativa faz parte do Projeto Sebrae pelo Brasil que já visitou o Rio Grande do Norte em 2023. A parceria em torno do Geoparque é a primeira entrega do projeto no estado.

“Essas pessoas representam não apenas a identidade da região, mas também desempenham um papel crucial na economia brasileira. O Projeto Sebrae pelo Brasil é uma resposta concreta a esse desafio”, afirma Décio Lima.

Desde o início da jornada de proposição do Seridó a Geoparque, até o reconhecimento da UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura, o Sebrae-RN se estabeleceu como um parceiro em diversas ações de capacitação, de mercado, apoio a governança dentre outras. “O Sebrae do Rio Grande do Norte já está presente nessa jornada histórica, numa agenda já de 13 anos, e nós viemos aqui para intensificar esse processo a fim de fazer com que este local seja um local de qualidade de vida, que seja um ambiente que produza aquilo que nós representamos, o artesanato, a economia, a pequena economia e cada vez mais fortaleça essa região como um retrato importante turístico para o nosso país”, completou o presidente do Sebrae Nacional.

De acordo com a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, o Geoparque Seridó já está mostrando o seu potencial. “Atualmente, a região recebe anualmente mais de 10 mil visitantes, uma mostra do enorme potencial que este local oferece. Isso é o resultado de mais de 13 anos de trabalho conjunto, em parceria com o Sebrae-RN e as administrações municipais, para estimular os pequenos negócios inseridos na cadeia produtiva do turismo, o que inclui artesãos e produtores rurais nos seis municípios que compõem a região do Geoparque.”, afirmou a governadora.

Foto: Canindé Soares

GeoparqueSeridó

Os geoparques são áreas geográficas únicas e unificadas, onde os locais e paisagens de significado geológico internacional são gerenciados com um conceito holístico de proteção, educação e desenvolvimento sustentável.

O Geoparque Seridó, recentemente reconhecido em 2022 como um dos geoparques mundiais da UNESCO, está situado na região semiárida do nordeste brasileiro, abrangendo a região centro-sul do estado do Rio Grande do Norte. Ele engloba completamente os territórios dos municípios de Acari, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Currais Novos, Lagoa Nova e Parelhas. Esses municípios fazem parte da mesorregião Central Potiguar e abrangem partes das microrregiões Serra de Santana e Seridó Oriental.

  • Sustentabilidade
  • Turismo