pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.comAcesse conteúdos jornalísticos, nos mais variados formatos, focados na informação como aliada das micro e pequenas empresasFri, 23 Feb 2024 14:35:04 +0000pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=6.4.3pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/economia-e-politica/sudeco-e-sebrae-nacional-unem-esforcos-para-impulsionar-credito-a-pequenos-e-medios-empresarios/Fri, 23 Feb 2024 14:35:04 +0000https://www.bkindex.com/?p=20440Na quarta-feira (21), a superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), Rose Modesto, e a diretora de Administração, Luciana Barros, participaram de um encontro estratégico com Margarete Coelho, diretora de Administração e Finanças do Sebrae Nacional. O objetivo central desta reunião foi a discussão de iniciativas destinadas a fortalecer o acesso a crédito para os pequenos e médios empresários da região do Centro-Oeste.

Durante o encontro, foi abordado o tema do crédito direcionado a esse segmento empresarial vital para a economia nacional. Em destaque, esteve o Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), uma ferramenta que visa garantir o acesso a financiamentos de micro e pequenas empresas.

Uma das novidades anunciadas foi a integração do Fampe nas Caravanas da Sudeco, uma iniciativa que visa levar assistência e suporte financeiro direto aos empreendedores do Centro-Oeste. Essa parceria estratégica visa assegurar que o crédito alcance aqueles que mais necessitam, impulsionando o desenvolvimento econômico e social da região.

Ao fim da reunião, a superintendente da Sudeco expressou sua satisfação com a parceria estabelecida: “O trabalho está apenas começando e, dessa forma, vamos garantir que o crédito chegue a quem mais precisa”. Essa colaboração entre Sudeco e Sebrae Nacional promete trazer impactos significativos para o fortalecimento do empresariado local e o crescimento econômico sustentável do Centro-Oeste brasileiro.

]]>
pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/economia-e-politica/retomada-da-intencao-de-compra-das-familias-anima-donos-de-pequenos-negocios/Wed, 21 Feb 2024 17:21:30 +0000https://www.bkindex.com/?p=20403Uma excelente notícia para os pequenos negócios. Com a melhora do cenário econômico, a expectativa é que o consumo das famílias aumente a partir deste mês de fevereiro. É o que aponta o índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O resultado é o melhor desde 2015, com um crescimento de 10,4% – chegando a 105,7 pontos – em comparação a fevereiro de 2023.

O índice que mede a percepção sobre o cenário para compra de bens duráveis chegou aos 73,5 pontos – o que representou um aumento de 34,1% em comparação ao ano passado. A projeção feita para o próximo trimestre também é otimista e aponta um crescimento de 7,8% em comparação com o mesmo período de 2023.

Otimismo

Os donos dos pequenos negócios também estão confiantes em melhorar as vendas neste início ano. A Sondagem das Micro e Pequenas Empresas, realizada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), responsável por calcular o Índice de Confiança das Micros e Pequenas Empresas (IC-MPE), observou que, em janeiro, o IC-MPE subiu 1,5 ponto, chegando a 94 pontos e registrando a melhor pontuação desde outubro de 2022. A alta foi puxada pelos setores de Comércio e Serviços.

]]>
pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/cultura-empreendedora/planeje-se-50-datas-especiais-para-turbinar-as-vendas-em-2024/Wed, 10 Jan 2024 12:58:53 +0000https://www.bkindex.com/?p=19630Começar o ano com um bom planejamento de ações para vender mais ao longo do ano é essencial para quem empreende. Conhecer as principais datas que movimentam o mercado ajudam o empresário a se antecipar para não perder o “timing” das oportunidades. Outra aposta é o relacionamento com os clientes: as comemorações também contribuem para uma aproximação mais duradoura com o público consumidor, para negócios que se estendam além da data festiva.

São ao menos 50 datas, oficiais ou informais, com os mais variados temas: dia do Sexo, do Chocolate, do Autocuidado. Para auxiliar nesse planejamento, o Sebrae recomenda que o empreendedor organize um calendário personalizado para o seu negócio como uma ferramenta estratégica, permitindo que se programe e execute tarefas diárias com mais eficiência.

O mês de janeiro começa agitado com possibilidades para comércio e serviços em decorrência do verão, das férias e da volta às aulas. Além disso, o clima de pré-Carnaval começa a esquentar em várias cidades pelo país. Para quem empreende no setor de beleza, uma dica é aproveitar o 19 de janeiro, quando se celebra o Dia do Cabeleireiro, para dar visibilidade aos pequenos negócios do ramo.

O primeiro semestre do ano é marcado por outras datas importantes, como o Dia das Mães, Dia Internacional da Mulher, Páscoa, Dia dos Namorados e Dia de São João. É preciso ficar atento às mudanças no calendário, pois 2024 é um ano bissexto. A sexta-feira de Carnaval, por exemplo, será dia 9 de fevereiro. A Páscoa, tradicionalmente em abril, neste ano será celebrada em 31 de março.

O segundo semestre, por sua vez, começa no clima da Olimpíada de Paris, com abertura marcada para 26 de julho e encerramento no dia 11 de agosto. O período é favorável para os negócios que atuam no setor de Alimentação e Bebidas, que também podem se beneficiar com o Dia Internacional do Chocolate, Dia da Pizza, Dia Internacional da Cerveja, Dia do Sorvete e Dia do Pão. Além disso, o período é marcado por grandes datas comerciais do varejo como o Dia das Crianças e a Black Friday.

Confira abaixo as principais datas para aquecer as vendas em 2024:

1º Semestre

Janeiro

7 – Dia do Leitor

19 – Dia Nacional dos profissionais da beleza (cabeleireiro, barbeiro, esteticista, manicure, pedicure, depilador e maquiador)

26 – Dia da Gula

30 – Dia da Saudade

Fevereiro

13 – Terça-feira de Carnaval

14 – Valentine’s Day (Dia Mundial do Amor)

Março

8 – Dia Internacional da Mulher

15 – Dia do Consumidor

20 – Dia Internacional da Felicidade

31 – Páscoa

Abril

5 – Dia do Filho

13 – Dia do Beijo

Maio

12 – Dia das Mães

24 – Dia Mundial do Hamburguer

25 – Dia do Orgulho Nerd

Junho

7 – Dia Nacional do Vinho

12 – Dia dos Namorados

24 – Dia de São João

28 – Dia do Orgulho LGBTQIAPN+

-

2º Semestre

Julho

5 – Dia do Biquini

7 – Dia Internacional do Chocolate

10 – Dia da Pizza

13 – Dia Mundial do Rock

16 – Dia do Comerciante

20 – Dia do Amigo

24 – Dia Internacional do Autocuidado

26 – Dia dos Avós e abertura das Olimpíadas de Paris

31 – Dia do Orgasmo

Agosto

7 – Dia Internacional da Cerveja

11 – Dia dos Pais

18 – Dia da Informática

21 – Dia Internacional da Moda

Setembro

1 a 7 – Semana do Brasil (Black Friday Brasileira)

6 – Dia do Sexo

15 – Dia do Cliente

23 – Dia do Sorvete

Outubro

4 – Dia dos Animais

5 – Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa

12 – Dia das Crianças

15 – Dia do Professor

15 – Dia do Consumo Consciente

16 – Dia Mundial do Pão/Dia Mundial da Alimentação

29 – Dia do Livro

31 – Halloween

Novembro

1 – Dia do Veganismo

19 – Dia do Empreendedorismo Feminino

20 – Dia Nacional da Consciência Negra

29 – Black Friday/Cyber Monday

Dezembro

25- Natal

31 – Ano Novo

]]>
pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/cultura-empreendedora/saiba-como-construir-promocoes-imperdiveis-para-a-black-friday/Tue, 14 Nov 2023 11:00:14 +0000https://www.bkindex.com/?p=18345A sexta-feira mais esperada do ano para o comércio, a Black Friday, está marcada para o dia 24 de novembro. A data é uma oportunidade para que muitas empresas aumentem o faturamento e consigam expandir a base de clientes. Para ajudar os donos de pequenos negócios a se destacarem na maior temporada de vendas do ano, o Sebrae preparou ume-book com orientações e dicas para construir uma estratégia de vendas eficiente.

As empresas que se prepararem com antecedência vão conseguir sair na frente da concorrência. Noe-book do Sebrae, os empreendedores vão encontrar informações sobre o potencial dos descontos durante a Black Friday e como construir promoções imperdíveis e  a criar um guia de presentes e desenvolver uma campanha de e-mail com as ofertas, por exemplo.

Além disso, o material do Sebrae aponta quais são os erros mais comuns que podem virar armadilhas para os pequenos negócios e no final das contas, prejudicar o orçamento do restante do ano.

O material gratuito está disponível para download no Portal do Sebrae. Clique aqui.

A Black Friday também é conhecida por inaugurar o período de compras do fim do ano. Muita gente aproveita o dia para “pechinchar” ou comprar algum item desejado há algum tempo. Com a aproximação da data, muitos consumidores já começaram a pesquisar o preço de produtos e serviços, principalmente na internet.

De acordo com dados divulgados recentemente pelo Google, a expectativa é que dois em cada três brasileiros comprem na Black Friday 2023. A empresa destaca que as buscas pelas promoções aumentaram 24% em comparação com o ano passado. No estudo, o Google também destacou que entre as categorias mais procurados estão Moda, Beleza, Eletrodomésticos e Celulares.

]]>
pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/economia-e-politica/15-dos-pequenos-comercios-pretendem-contratar-nos-proximos-tres-meses/Wed, 01 Nov 2023 12:07:40 +0000https://www.bkindex.com/?p=18058Na expectativa pelas vendas de Black Friday, Natal e Ano Novo, a empresária Eleni Costa já correu à frente e abriu processo seletivo para contratar mais dois novos funcionários para a sua loja de calçados, localizada no shopping JK, em Taguatinga, no Distrito Federal. A expectativa da comerciante, que começou como sacoleira e há oito anos tem um ponto físico, é de que o faturamento seja 30% maior em comparação ao ano passado.

A empresária Eleni Costa. Foto: arquivo pessoal.

“Temos quatro funcionários atualmente e espero que, neste fim de ano, melhore o faturamento. A Black Friday e o Natal são duas datas que nos deixam bem confiantes, mas que nos anos anteriores ficaram bem abaixo do que esperávamos. Tenho fé que vai dar certo desta vez”, prevê a empresária.

Assim como a Eleni Costa, cerca de 15% dos empresários do Comércio entrevistados em setembro esperam contratar mais funcionários até o fim do ano – o valor é 1,4% superior ao registrado em agosto deste ano. As informações são do boletim mensal Sondagem Econômica MPE, conduzido pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV). De acordo com a Confederação Nacional do Comércio (CNC), cerca de 110 mil postos de trabalho temporários ao redor do país devem ser gerados nos próximos meses.

O dado caminha junto ao Índice de Confiança das Micros e Pequenas Empresas (IC-MPE), que mostrou que a confiança dos empresários no terceiro trimestre deste ano superou em 3,5 pontos a marca registrada na média dos três meses anteriores. A confiança em dias melhores dos donos de pequenos negócios vem acompanhada da redução da inflação, aliada à melhora do mercado de trabalho, as políticas de mitigação do risco fiscal e de ações de redução do endividamento dos consumidores.

São sinais concretos de melhora da economia. O PIB tem previsão de crescimento de 3,1%, a projeção para a inflação recuou de 4,75% para 4,65%, a taxa de desocupação caiu para 7,8%. Além da tendência de queda nas taxas de juros e a geração de empregos em alta. Com mais vagas neste fim de ano, há um cenário ainda mais otimista para os empresários e para a população, em geral, que se beneficia com mais dinheiro circulando.

Décio Lima, presidente do Sebrae.

Os dados da Sondagem dos Pequenos Negócios apontaram ainda que caiu o número de empresários que pretendem reduzir o número de funcionários – passou de 8,8%, em agosto, para 8,1%, em setembro.

]]>
pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/economia-e-politica/setor-do-comercio-e-fundamental-para-o-desenvolvimento-do-pais-defende-decio-lima/Wed, 25 Oct 2023 12:19:36 +0000https://www.bkindex.com/?p=17899O Sebrae está ao lado dos pequenos negócios, sendo o setor do comércio protagonista no crescimento do país. O presidente da instituição, Décio Lima, reforçou o empenho em fortalecer as micro e pequenas empresas na abertura do VI Fórum Nacional do Comércio (FNC), realizado em Brasília nessa terça-feira (24). O evento debate os desafios do varejo, as reformas tributária e administrativa, a expansão do crédito e as transformações dos setores de comércio e serviços.

O setor de comércio, juntamente com o de serviços, é fundamental para o desenvolvimento do país. O Sebrae tem orgulho desta parceria. Aqui estão os fortes, os que nunca desistiram, a face da superação. São os 94% dos pequenos negócios que fomentam a economia e que geram mais da metade dos empregos do país.

Décio Lima, presidente do Sebrae Nacional.

O presidente do Sebrae lembrou o momento de otimismo da economia brasileira, com a previsão positiva do Produto Interno Bruto (PIB), redução da inflação e a geração de 1,4 milhão de novos empregos. “Este é um momento sem igual na história. A garantia do governo de estabilidade em relação à inflação permite superarmos as dificuldades que tivemos nos negócios. A reforma tributária será uma verdadeira revolução para renovar os processos econômicos do nosso país, potencializando a geração de emprego e renda para o povo brasileiro”, afirmou.

Crédito: Erivelton Viana.

Durante o Fórum, o vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, foi agraciado com o Prêmio Mérito Lojista, que reconhece as personalidades de destaque no desenvolvimento do setor de comércio e serviços. Em seu discurso, Alckmin elencou os esforços do governo para promover a retomada da economia: “Vivemos em um mundo que necessita permanentemente de reformas estruturantes. Os juros devem seguir no ritmo de queda e precisamos de desenvolvimento inclusivo”, apontou o vice-presidente. Ele ainda acrescentou: “O Desenrola Brasil tem sido importante neste caminho. 70 milhões de pessoas vão voltar ao consumo”.

Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostram que o setor de Comércio e Serviços responde por 73% do PIB brasileiro, o equivalente a R$ 4,137 trilhões. Devido a essa representatividade, o presidente da entidade, José Costa da Silva, indicou futuras mudanças: “O setor merece atenção especial de todos que desejam gerar emprego e renda no país. Estamos atuantes para evitar qualquer retrocesso, a exemplo do episódio do cartão de crédito. Precisamos construir uma visão de longo prazo tendo a inovação como motor de crescimento”.

Educação empreendedora em debate

O papel das MPE na economia foi abordado por Márcio França, ministro do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, no painel “Os desafios das MPE”. Ele defendeu a oferta de educação empreendedora, despertando a vocação para o empreendedorismo “O desafio do futuro é o emprego. Precisamos ajudar os microempreendedores individuais a se desenvolver e correr risco justo, porque nós, do Governo, dependemos do sucesso das micro e pequenas empresas para gerar mais renda”, ponderou o ministro.

A atenção de parceiros internacionais para os negócios no Brasil foi comentada pelo deputado federal Helder Salomão (PT-ES): “Esse cenário se deve ao trabalho do governo, que está superando as expectativas e os desafios colocados na economia”. Apesar dos avanços, Salomão destacou: “Vamos ampliar a participação das MPEs com a melhoria do ambiente de negócios e segurança para quem quer empreender”.

Sobre a Reforma Tributária, o gerente de Políticas Públicas do Sebrae, Carlito Merss, detalhou o custo do excesso de legislação tributária e fiscal para os donos de MPE e elogiou: “Os relatores nas duas Casas estão conseguindo algo inédito, integrar cinco impostos num só, simplificando a gestão dos negócios”. Segundo Merss, a reforma estabelece, entre entes federativos, que quem faz circular a mercadoria é quem a compra, ou seja, o consumidor. Ele criticou a proposta decashback prevista no texto em tramitação. “O que é o cashback, senão a devolução do imposto de renda? Então, por que o pobre, que gasta todo o dinheiro na cesta básica, não vai ter direito?”.

]]>
pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/cultura-empreendedora/black-friday-6-dicas-para-aumentar-as-vendas-na-data-queridinha-do-consumidor/Thu, 19 Oct 2023 12:35:02 +0000https://www.bkindex.com/?p=17720Tradicionalmente, a data da Black Friday no calendário promocional é a última sexta-feira de novembro. Neste ano, cai no dia 24, mas durante todo o mês de novembro as ofertas aparecem pelo comércio nos mais diversos segmentos, nas lojas físicas e on-line. O empreendedor que quiser aproveitar o período para vender mais deve ter um mínimo de planejamento para definir a melhor estratégia, avaliando os produtos ou serviços que serão destacados, bem como o seu público-alvo e os descontos que serão oferecidos.

No caso do segmento de serviços, recomenda-se ao dono do pequeno negócio avaliar sua capacidade operacional com antecedência e estabelecer condições de uso da oferta bem claras. O analista de Competitividade do Sebrae Nacional Flávio Petry explica que o brasileiro já incorporou a Black Friday em seu hábito de consumo e, mesmo que não saiba exatamente o que procura ou sua necessidade, busca aproveitar o momento pelo desejo de economizar.

Confira 6 dicas práticas para potencializar as vendas nesta data:

  1. A Black Friday não acaba no dia 24. “A data faz parte da experiência de consumo e contribui para se aproximar do cliente. O pós-venda também pode ser um diferencial ao reverter uma situação negativa que tenha ocorrido durante a campanha ou abrir um canal de relacionamento”, ressalta Petry.
  2.  Não precisa abaixar o preço de todos os produtos. “O dono do pequeno negócio deve tomar cuidado para não operar no vermelho e ficar atento se uma estratégia de saldão não vai gerar prejuízo”, alerta o especialista.
  3. Defina sua tática de vendas: escolha uma categoria de produtos para destacar as ofertas ou crie combos promocionais com itens que equilibrem as margens de lucro, oferecendo descontos progressivos, por exemplo.
  4. Atenção especial à precificação: avalie todos os custos envolvidos nos pontos físico e digital. “É importante entender o que oferecer e em quais condições em cada canal de venda. Coloque isso na ponta do lápis para não correr riscos”.
  5. Engaje sua equipe: o envolvimento dos colaboradores pode contribuir para resultados mais significativos. “Explique para sua equipe qual é a meta pretendida e a lógica está por trás daquela estratégia”, orienta o analista do Sebrae.
  6. Seja transparente: os consumidores estão atentos aos preços e começam a pesquisar os produtos e serviços do seu interesse antes da data. A expressão “Black Fraude” tornou-se conhecida após a frustração com alguns descontos oferecidos.

De acordo com Flávio Petry, a data é uma oportunidade para agregar valor ao negócio e mostrar que o consumidor está recebendo uma oferta especial. “Saiba balancear a expectativa do seu cliente. Algumas pessoas buscam descontos expressivos, enquanto outras buscam melhores condições de entrega e disponibilidade do serviço”, acrescenta o analista do Sebrae.

]]>
pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/economia-e-politica/espaco-do-empreendedor-estimula-formalizacao-de-empresas-em-itaberai/Mon, 14 Aug 2023 19:59:59 +0000https://www.bkindex.com/?p=15828
Espaço do Empreendedor de Itaberaí é iniciativa para formalizar comércio na festa e incentivar empresários locais. Fotos: Renato Borges.

A cidade de Itaberaí, na região central de Goiás, a cerca de 90 km da capital, é um polo comercial e industrial e, para incentivar o comércio local, a Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Itaberaí (Aciapi) realizou a segunda edição do “Espaço do Empreendedor”, que iniciou no dia 6 e vai até esta terça-feira (15), com a presença de 48 empreendedores e negócios do município, que têm a oportunidade de divulgar e comercializar seus produtos e serviços e interagir com o público da cidade e região.

O evento está inserido dentro do calendário cultural, religioso e econômico de Itaberaí, que nesta mesma data realiza a Novena e Festa de Nossa Senhora D’Abadia, padroeira da cidade, um evento religioso promovido anualmente pelos fiéis católicos. Ao longo dos anos, em paralelo ao evento religioso, também é realizada a popular e tradicional “Festa de Agosto”, com barraquinhas, parque de diversão e shows artísticos. Um dos problemas recorrentes apontados é que muitos das barraquinhas instaladas na festa são informais e vindas de outras cidades, sem contribuir para o fortalecimento da economia local. Para mudar esse quadro, Aciapi, Sebrae e poder público se uniram e criaram o “Espaço do Empreendedor” no local.

Parceiros envolvidos na iniciativa: comerciantes puderam contar com infraestrutura completa. Fotos: Renato Borges.

Josimar Rafael, diretor Comercial da Aciapi, explica que o espaço traz oportunidade para as empresas de Itaberaí dos mais diversos segmentos gerarem novos negócios e se relacionarem diretamente com o consumidor local, além de estimular o desenvolvimento econômico, cultural e turístico da cidade.

O gerente regional Flávio Vilhalba destacou o suporte ao micro e pequeno empresário. Fotos: Renato Borges.

Todos os expositores receberam os espaços com fechamento lateral e frontal, iluminação, pontos de energia, equipe de limpeza, internet e segurança em tempo integral durante os dez dias do evento, tudo graças ao apoio do Sebrae, que também tem um estande de orientação e divulgação dos produtos e soluções da instituição. “Subsidiamos, em parceria as empresas que tinham interesse em adquirir estandes, e a intenção é sempre apoiar o comércio local e auxiliar o empresário a fazer bons negócios, fornecendo um local que esteja regulamentado e todo o apoio para que a população saiba que os preços deles são competitivos. Dessa forma, fazemos com que o dinheiro fique na cidade, melhorando a economia”, afirma Flávio Vilhalba gerente regional do Sebrae Goiás.

Segundo Claudio Lelis, presidente da Aciapi/CDL, a intenção é estimular a cada ano os empreendedores de Itaberaí com o Espaço do Empreendedor para que tenham oportunidade de fortalecer suas marcas e se relacionar e promover novas experiências com os atuais e potenciais clientes.

A prefeita Rita de Cássia reforçou que as parcerias visam desenvolver ainda mais a cidade. Fotos: Renato Borges.

-

A prefeita Rita de Cássia acredita que incentivar, motivar e apoiar é o caminho para o maior desenvolvimento da cidade. “Com o apoio do Sebrae e outros parceiros, o empreendedor tem um espaço para apresentar e comercializar os seus produtos, e isso reflete em geração de emprego e renda”, afirma. Cíntia Faria, secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da cidade, diz que a administração pública tem buscado o estreitamento dos laços com o comércio que, segundo ela, é uma das principais forças do desenvolvimento do município.

Estande do Sebrae fornece informações e divulga as soluções da instituição. Fotos: Renato Borges.
]]>
pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/cultura-empreendedora/sebrae-rio-explica-os-nove-perfis-de-pais-para-o-empreendedor/Thu, 10 Aug 2023 20:28:31 +0000https://www.bkindex.com/?p=15745Para o comércio varejista, o Dia dos Pais, que será celebrado neste domingo (13), é mais uma data importante para as vendas. Hoje, há nove perfis de estilos de pais. Para aproveitar melhor esse dia, com o objetivo de atrair novos clientes, fidelizar os antigos e aumentar o faturamento, o empreendedor precisa estar por dentro das tendências do mercado, entendendo como personalizar e quais estratégias usar no período. O material pode ser acessado gratuitamente pelo Portal de Inteligência da instituição.

“Nos últimos tempos, houve uma mudança na relação entre pais e filhos, que vêm buscando algo que reforce a conexão entre eles. Junto com essa mudança, o mercado também vem mudando sua forma de oferecer produtos e serviços. Para vender mais, é preciso conhecer melhor os seus clientes, investir em estratégias digitais e saber como eles se comportam em relação ao que buscam e ao que consomem”, comenta Margareth Carvalho, gerente de Conhecimento e Competividade do Sebrae Rio.

Para orientar os donos de pequenos negócios, o Sebrae Rio listou os perfis de pais para que o empreendedor possa definir as melhores estratégias para vendas.

Pai Executivo – O setor de moda se beneficia, podendo vender diversos produtos como roupas e acessórios. Produtos de beleza e de bem-estar, serviços de massagens e Day Spa, presentes como livros e cursos também podem ser boas opções.

Pai Natureza – Curte atividades ao ar livre para viver experiências com momentos em família ou mesmo sozinho. Ele gosta de praticar trilhas e de acampar e busca acessórios atrelados a estas atividades. Também pode ser presenteado com produtos de cuidado com corpo, pele e cabelo para ambientes externos, sob forte influência do sol e da chuva.

Pai Esportista ou Fitness – Leva uma vida com foco na saúde e no bem-estar. Trata-se de um estilo de vida que envolve toda uma gama de itens e acessórios de treinos de esporte, alimentação saudável, vestuário adequado e equipamentos de suporte para treinos.

Pai Tecnológico – É muito importante acompanhar as inovações de equipamentos esoftwares tecnológicos. Com o boom de inovações é preciso se atentar às promoções para conseguir os melhores preços do mercado, além de ficar atento à qualidade e experiência que pode ser proporcionada conforme o interesse do presenteado.

Pai Mestre Cuca – Invista em artigos de cozinha com maior valor agregado e proporcione experiências imersivas para pais que gostem de cozinhar. Livros e cursos livres podem ser opções.

Pai Clássico – Para o comércio, o pai clássico é um coringa. Itens básicos da rotina são priorizados por esse público, como peças de vestuário e itens de perfumaria, vinhos mais elaborados, um almoço em um lugar especial.

Pai Cervejeiro – Para agradar esse grupo de pais, é importante investir em novas experiências dentro do nicho, buscando não apenas por cervejas, mas acessórios e cursos que o ajudem a conhecer e aproveitar mais sobre o tema.

Pai Cinéfilo – Busque conhecer aquilo que anda em alta na indústria cinematográfica e invista em produtos colecionáveis, assinaturas parastreamings entre outros artigos e serviços que possam compor a carta de itens para agradar esse pai que adora se aventurar ao consumir esse universo.

Pai Mãos à Obra – A melhor estratégia é caprichar em combos e kits de ferramentas e utensílios para produzir peças e fazer reformas, além de cursos que podem ajudar na descoberta de hobbies.

]]>
pg-nmga - Comércio – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/dados/numero-de-empreendedores-estrangeiros-no-brasil-cresce-74/Tue, 20 Jun 2023 13:23:20 +0000https://www.bkindex.com/?p=14206Principais dados:

  • Existem 74,2 mil Microempreendedores Individuais (MEI) ativos de outras nacionalidades no Brasil.
  • O número é 73% superior ao registrado em 2019, quando existiam 42,9 mil.
  • O montante de MEI estrangeiros corresponde a 5,7% do total de imigrantes no país.

-

Muitos estrangeiros que vêm para o Brasil têm encontrado no empreendedorismo uma alternativa de vida. Levantamento feito pelo Sebrae revela que, atualmente, existem 74,2 mil Microempreendedores Individuais (MEI) ativos de outras nacionalidades. O número é 73% superior ao registrado em 2019, período pré-pandemia, quando existiam 42,9 mil, e corresponde a 5,7% do total de imigrantes no país, de acordo com o Ministério da Justiça, que levantou um universo de 1,3 milhão de imigrantes em 2021.

O estudo realizado pelo Sebrae, com base em dados da Receita Federal de maio de 2023, também apurou as atividades em que os empreendedores estrangeiros mais atuam. Um a cada quatro trabalham com comércio ou fabricação de roupas. A área da beleza também está entre as mais procuradas, com um universo de 6% de estrangeiros, seguida pela de atividades de ensino, com 5%, e alimentação e bebida, com 4%. Entre as dez nacionalidades que mais têm estrangeiros empreendedores no Brasil, sete são da América Latina. Juntos, Venezuela, Bolívia, Colômbia, Argentina, Uruguai, Peru e Uruguai concentram 56% dos MEI estrangeiros.

Para o presidente do Sebrae, Décio Lima, ter o próprio negócio tem sido a forma mais acessível para muitos estrangeiros conseguirem uma fonte de renda no país.

“Muitos estrangeiros, entre eles refugiados, veem no empreendedorismo uma forma de inclusão social e econômica. A figura jurídica do MEI, criada há 15 anos, torna mais fácil ainda essa inclusão dos estrangeiros na economia brasileira e, por isso, temos acompanhado esse crescimento de formalização nos últimos anos”, pontua.

Como os estrangeiros podem se formalizar

O estrangeiro pode se formalizar como microempreendedor individual através da plataforma gov.br. Contudo, é necessário ter Carteira Nacional de Registro Migratório ou Documento Provisório de Registro Nacional Migratório ou Protocolo de Solicitação de Refúgio, que podem ser solicitados via cadastro no departamento de Polícia Federal com a indicação do nº de registro. Para estrangeiros com visto temporário, será permitido registro como MEI apenas para cidadãos de países membros do MERCOSUL e dos Estados Associados e que possuam residência temporária de dois anos, dessa forma, poderá ser empresário, titular ou sócio ou administrador. Atualmente, não é mais necessário fazer uma Declaração de Imposto de Renda de PF.

Veja as 10 atividades que mais possuem MEI estrangeiros:

  • Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios: 11.145 (15,02%)
  • Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas: 7.487 (10,09%)
  • Cabeleireiros e outras atividades de tratamento de beleza: 4.249 (5,72%)
  • Atividades de ensino não especificadas anteriormente: 3.845 (5,18%)
  • Restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas: 2.919 (3,93%)
  • Serviços de catering, bufê e outros serviços de comida preparada: 2.243 (3,02%)
  • Atividades de publicidade não especificadas anteriormente: 2.096 (2,82%)
  • Comércio varejista de outros produtos novos não especificados anteriormente: 1.813 (2,44%)
  • Serviços especializados para construção não especificados anteriormente: 1.771 (2,39%)
  • Ensino de idiomas: 1.570 (2,12%)

Confira os 10 países de origem que mais possuem MEI:

  • Venezuela: 10.360 (14%)
  • Bolívia: 9.882 (13,3%)
  • Colômbia: 6.613 (8,9%)
  • Argentina: 5.727 (7,7%)
  • Haiti: 4.148 (5,6%)
  • Uruguai: 3.450 (4,6%)
  • Peru: 3.280 (4,4%)
  • Senegal: 3.022 (4,1%)
  • Portugal: 2.927 (3,9%)
  • Paraguai: 2.617 (3,5%)
]]>
pg-nmga Mapa do site

1234