pg-nmga - O Financiamento dos Pequenos Negócios no Brasil 2023 – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.comAcesse conteúdos jornalísticos, nos mais variados formatos, focados na informação como aliada das micro e pequenas empresasMon, 09 Oct 2023 19:01:01 +0000pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=6.4.3pg-nmga - O Financiamento dos Pequenos Negócios no Brasil 2023 – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/dados/reforma-e-compra-de-maquinas-crescem-como-motivacao-de-empreendedores-para-pegar-emprestimo/Mon, 25 Sep 2023 13:04:23 +0000https://www.bkindex.com/?p=16994A proporção de empresas que pediu um empréstimo novo nos últimos 6 meses passou de 23%, em 2022, para 16% do total de empresas, em 2023. Por outro lado, entre os que não pediram empréstimo novos neste ano (84%), verifica-se que 16% ainda estão pagando por um empréstimo pego anteriormente. Assim, quando consideradas todas as empresas, cerca de 1 em cada 3 tem um empréstimo tomado junto a banco. Apesar da queda da proporção de empresas que pediram empréstimo novo, verifica-se que, entre os que pediram, aumentou a proporção dos que buscam expandir a capacidade produtiva do negócio. As principais motivações para a busca de crédito, mapeadas pela 10ª edição da pesquisa “O Financiamento dos Pequenos Negócios no Brasil”, realizada pelo Sebrae, mostra que a ampliação da capacidade de produção e de competitividade das empresas ganharam espaço entre os novos tomadores.

Enquanto “capital de giro” se mantém como a principal razão relatada historicamente, sendo apontada por 39%, “reforma/ampliação do negócio” cresceu de 19% para 28%, seguido de “compra de máquinas e equipamentos”, que variou de 15% para 26%, de 2022 a 2023. Outros indicativos também apontam para um otimismo dos empreendedores sobre a economia, como a indicação de “compra de mercadorias” (19%), o “desenvolvimento de novo produto” (4%) e a “contratação e treinamento de pessoal” (2%) como motivos para buscar um empréstimo no mercado financeiro.

Para o presidente do Sebrae, Décio Lima, a pesquisa mostra que os donos de micro e pequenas empresas estão buscando se preparar para uma perspectiva de aumento do consumo e aquecimento da economia, fatores que são esperados para os próximos meses.

O levantamento mostra que uma proporção maior de empresários está atrás de um empréstimo de maior qualidade, voltado para o fortalecimento do negócio. O fato de apenas 4% dos empreendedores procurarem empréstimos para refinanciar dívidas também é algo a ser celebrado.
Décio Lima, presidente do Sebrae Nacional.

Veja abaixo os principais pontos constatados pelo estudo.

Finalidade do Crédito Solicitado em 2023:

  • 39% capital de giro.
  • 28% reforma / ampliação do negócio.
  • 26% compra de máquinas e equipamentos.
  • 19% compra de mercadorias.
  • 4% desenvolvimento de novo produto.
  • 4% refinanciamento de dívida.
  • 2% contratação e treinamento de pessoal.
]]>
pg-nmga - O Financiamento dos Pequenos Negócios no Brasil 2023 – pg-nmga – pg-nmgahttps://www.bkindex.com/dados/ignorados-pelos-bancos-4-em-cada-10-pequenos-negocios-usam-o-cartao-de-credito-para-financiar-a-empresa/Tue, 19 Sep 2023 10:45:35 +0000https://www.bkindex.com/?p=16768Conhecido pelos juros elevados, o cartão de crédito é usado por 39% dos donos de pequenos negócios como modalidade de financiamento. O índice contrasta com a proporção de empresários que apontam os empréstimos em bancos privados (7%) ou públicos (4%). Os dados são da 10ª edição da pesquisa “Financiamento dos Pequenos Negócios no Brasil”, realizada pelo Sebrae. As informações sinalizam a dificuldade de acesso a crédito junto ao sistema financeiro, levando os empreendedores a optar pelo cartão de crédito como principal modalidade de financiamento usada.

Para o presidente do Sebrae, Décio Lima, os dados comprovam que os pequenos negócios continuam sofrendo com uma antiga e crônica dificuldade de acesso a empréstimos junto aos atores do sistema financeiro.

O volume de burocracia, a exigência de garantias e as altas taxas de juros funcionam como barreira que dificulta a vida das micro e pequenas empresas. Por essas razões, os empreendedores acabam buscando financiamento fora dos bancos e optando pelo cartão de crédito ou a negociação de prazo com os fornecedores. O acesso a crédito no Brasil é ainda um dos grandes entraves que impedem o desenvolvimento econômico e social do país de forma mais vigorosa e sustentável, tanto para as empresas quanto para as famílias.

Décio Lima, presidente do Sebrae.

O presidente do Sebrae ainda destaca que o alto uso do cartão de crédito pelos empreendedores prova como seria danoso o fim do parcelamento sem juros para esse segmento. “Entendemos que taxar o parcelamento no cartão de crédito pode impedir o funcionamento de empresas e o consumo de famílias. Os pequenos negócios podem ser os mais prejudicados com a taxação, além de ameaçar o poder de compra do brasileiro”, enfatiza.

Após o cartão de crédito, a segunda modalidade de financiamento mais usadas pelos empresários de pequeno porte são pagamento de fornecedores a prazo (20%). Depois vêm cheque especial (7%), dinheiro de amigos e parentes (7%), chegando a empréstimo em bancos privados (7%) e empréstimo em bancos oficiais (4%).

A série histórica da pesquisa (iniciada em 2013) mostra uma queda significativa na modalidade de pagamento de fornecedores a prazo, que já foi a principal fonte de financiamento (67% dos empresários em 2015). Para o presidente do Sebrae, esse comportamento se deve ao enxugamento da maioria das fontes e ao aumento da participação dos microempreendedores individuais (MEI) no universo dos pequenos negócios no país.

Outro meio de financiamento que caiu significativamente foi o cheque pré-datado, que era citado por 46% dos empresários em 2015 e, na pesquisa deste ano, foi lembrado por apenas 4% dos entrevistados, a menor marca da série histórica.

Tipos de Financiamento buscados atualmente

  • 39% Cartão de crédito (empresarial ou pessoal)
  • 20% Faz pagamento de fornecedores a prazo
  • 7% Cheque especial
  • 7% Dinheiro de amigos e parentes
  • 7% Empréstimos em bancos privados
  • 4% Empréstimos em bancos oficiais

-

Como foi feita a pesquisa?

A pesquisa “O Financiamento dos Pequenos Negócios no Brasil 2023” coletou 6.237 entrevistas por telefone no período de 1 a 30 de junho de 2023. Foram ouvidos microempreendedores individuais (MEI) e donos de micro e pequenas empresas dos setores de Comércio, Serviços e Indústria. A amostra é representativa do Brasil.

Acesse o infográfico completo: financiamento-cartao-A4-ago-2023.

]]>
pg-nmga Mapa do site

1234